TÍTULO      : CRÉDITO RURAL                                                                                                                                                        1

CAPÍTULO : Recursos - 6

SEÇÃO        : Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) - 7                                                                                                                     

_____________________________________________________________________________________________

 

1 - As instituições financeiras que captarem recursos por meio da emissão de Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) a partir de 1º/6/2016, independentemente do lastro utilizado para emissão da letra, devem observar o disposto nesta Seção. (Res 4.497 art 3º)

 

2 - Os recursos captados por meio da emissão de LCA devem ser objeto de direcionamento para a aplicação em operações de crédito rural correspondente a 35% (trinta e cinco por cento) do valor apurado na forma do item 3. (Res 4.497, art 3º)

 

3 - Até 31/05/2021, a base de cálculo do direcionamento dos recursos captados na forma do item 1 corresponde: (Res 4.787 art 1º)                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

a) para as instituições financeiras com Patrimônio de Referência nível 1 (PR1) médio mensal superior a R$5.000.000.000,00 (cinco bilhões de reais), à média aritmética dos saldos diários das LCA, apurados no período de cálculo de que trata o item 6-“a”;

b) para as instituições financeiras com Patrimônio de Referência nível 1 (PR1) médio mensal igual ou inferior a R$5.000.000.000,00 (cinco bilhões de reais), à média aritmética dos saldos diários das LCA, apurados no período de cálculo de que trata o item 6-“a”, deduzida de R$500.000.000,00 (quinhentos milhões de reais). (Res 4.497 art. 3º; Res 4.581 art 1º; Res 4.787 art 1º)

 

3-A - A partir de 01/06/2021, a base de cálculo do direcionamento dos recursos captados na forma do item 1 corresponde: (Res 4.787 art 1º)

a) para as instituições financeiras com Patrimônio de Referência nível 1 (PR1) médio mensal superior a R$1.500.000.000,00 (um bilhão e quinhentos milhões de reais), à média aritmética dos saldos diários das LCA, apurados no período de cálculo de que trata o item 6-“a”;

b) para as instituições financeiras com Patrimônio de Referência nível 1 (PR1) médio mensal igual ou inferior a R$1.500.000.000,00 (um bilhão e quinhentos milhões de reais), à média aritmética dos saldos diários das LCA, apurados no período de cálculo de que trata o item 6-“a”, deduzida de R$100.000.000,00 (cem milhões de reais). (Res 4.787 art 1º)

 

3-B - O período de apuração do PR1 médio mensal, de que tratam os itens 3 e 3-A, será idêntico ao período de cálculo de que trata o item 6-“a”. (Res 4.787 art 1º)

 

4 - Revogado. (Res 4.497 art 3º)

 

5 - Os recursos apurados na forma do item 2 devem ser aplicados a taxas livremente pactuadas, observado que: (Res 4.726 art 5º e 8º; Res 4.829 art 8º)                                                                                                                                                                                        

a) a título de subdirecionamento, no mínimo 50% (cinquenta por cento) devem ser aplicados em operações de crédito rural, observadas as condições do MCR 6-3, sendo que, no caso dos Financiamentos para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP), devem ser observadas as condições do MCR 4-1; (Res 4.726 art 5º)

b) até 50% podem ser aplicados em: (Res 4.726 art 5º; Res 4.829 art 8º)

I - aquisição de Cédula de Produto Rural (CPR), emitida por produtor rural ou cooperativa de produção agropecuária, diretamente em favor da instituição financeira adquirente, na forma da legislação em vigor; (Res 4.726 art 5º)

II - operações referidas no MCR 6-4-6-“b”; (Res 4.726 art 5º)

III - aquisição de Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA) e de Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), desde que os direitos creditórios vinculados sejam integralmente originados de negócios em que o produtor rural seja parte direta. (Res 4.829 art 8º)                                                                                                                                       (*)

IV - aquisição de Cédula de Produto Rural (CPR) emitida por produtor rural e adquirida de terceiros;                       (*)

V - aquisição de Certificado de Depósito Agropecuário (CDA) e de Warrant Agropecuário (WA), desde que tenham sido emitidos em favor de produtor rural; e (Res 4.829 art 8º)                                                                                                (*)

VI - quotas de fundos garantidores de operações de crédito com produtores rurais, pelo valor da integralização, desde que as operações de crédito garantidas sejam crédito rural. (Res 4.829 art 8º)                                                                         (*)                                                                                                                                                                                                            

c) revogado. (Res 4.726 art 8º)

 

5-A - Os títulos mencionados nos itens 5-“b”-I, 5-“b”-III, 5-“b”-IV e 5-“b”-V devem, adicionalmente, cumprir os seguintes requisitos: (Res 4.581 art 1º; Res 4.829 art 8º)                                                                                                                                                   (*)                                                                                                                                                                                                                        

a) ser registrados ou depositados em entidades autorizadas a desempenhar as atividades de registro ou de depósito centralizado de ativos financeiros e de valores mobiliários; e (Res 4.581 art 1º)

b) ser custodiados na instituição financeira adquirente. (Res 4.581 art 1º)

 

6 - Para efeito do direcionamento estabelecido nesta Seção, deve-se observar que: (Res 4.415; Res 4.497 art 3º; Res 4.511 art 6º; Res 4.581 art 1º; Res 4.717 art 2º)

a) o período de cálculo tem início no primeiro dia útil do mês de junho e término no último dia útil do mês de maio do ano seguinte, quando devem ser apurados os saldos médios diários relativos aos dias úteis das LCA; (Res 4.497 art 3º)

b) o período de cumprimento é aquele em que devem ser aplicados os recursos apurados na forma da alínea “a”, tendo início no primeiro dia útil do mês de julho e término no último dia útil do mês de junho do ano seguinte; (Res 4.415)

c) o cumprimento do direcionamento é efetivado com base nos saldos médios diários das operações de crédito referidas nesta Seção, relativos aos dias úteis; (Res 4.415)

d) entende-se por deficiência a falta de aplicação, total ou parcial, dos recursos nas condições estabelecidas nesta Seção; (Res 4.415)

e) mensalmente, as instituições financeiras devem prestar informações sobre os recursos de que trata esta Seção ao Banco Central do Brasil, na forma do MCR - Documento 6, até o dia 20 (vinte) do mês subsequente ao da posição informada, observado o disposto na alínea “f”; (Res 4.511 art 6º)                                                                                                                                       

f) a partir de 1º/8/2016, as instituições devem editar, validar e enviar as informações relativas ao cumprimento das exigibilidades de direcionamento de recursos, nos termos do MCR - Documento 6; (Res 4.511 art 6º)                                                     

g) a verificação do cumprimento, a cargo do Banco Central do Brasil, deve ser efetivada a partir de 20 de julho de cada ano, sem prejuízo das ações emanadas da área de fiscalização, cabendo à instituição financeira observar as disposições do item 7, no que couber; (Res 4.511 art 6º)

h) poderá ser computado, para fins de cumprimento do direcionamento de que trata o item 2, o excesso de aplicação na exigibilidade dos recursos obrigatórios (MCR 6-2) apurado ao final do mesmo período de cumprimento. (Res 4.717 art 2º)                                                                                                                                                                                                                  

 

7 - Revogado. (Res 4.640 art 3º)

 

8 - Aplicam-se às operações realizadas com base nos recursos captados mediante a emissão de LCA, de que trata esta Seção, as normas gerais do crédito rural que não conflitarem com as disposições especiais contidas nesta Seção. (Res 4.415)

 

9 - Revogado. (Res 4.640 art 3º)

 

10 - A instituição financeira que apurar obrigação de direcionamento igual ou inferior a R$500.000,00 (quinhentos mil reais) fica isenta do cumprimento do direcionamento de aplicação previsto nesta Seção. (Res 4.497 art 3º)